notíciasCidade

100 dias: Guti exalta cortes e foca em dívidas

10/04/2017 9:33 AM / Eurico Cruz / Atualizado em 11/04/2017 9:41 am

Com 100 dias de mandato completados nesta segunda-feira, 10, o prefeito Guti (PSB) exaltou a redução no número de Secretarias e de cargos comissionados e quer focar nas dívidas deixadas em aberto pela gestão anterior.

“Graças a Câmara votamos recentemente uma redução de 32 secretarias para 20. Reduzimos o número de comissionados que antes eram acima de 1,9 mil comissionados e agora nós reduzimos para 1.169. Isso vai virar uma economia de aproximadamente R$ 60 milhões a R$ 70 milhões por ano”, ressaltou o prefeito.

Segundo ele, os cortes de contratos devem contabilizar até R$ 200 milhões, mas estão ainda na faixa de R$ 170 milhões.  Investimentos, porém, ainda estão fora de plano. “É natural que a gente não consiga investir porque existe ainda todo o trâmite administrativo de licitação, mas a gente está fazendo essas reduções gradativamente e sabemos também que estes investimentos virão.”

“Como a nossa economia e a economia do Brasil estão muito prejudicadas, nós estamos ainda pensando em saldar todas as dívidas que nós temos com todos os tipos de contratos e garantir o pagamento de folha. Este é o nosso principal lema para que a cidade continue girando, mas com certeza, assim que tiver uma sobra de caixa efetiva, vamos começar a investir”, concluiu o prefeito.

Dificuldade – Prefeito tem que administrar dívida de R$ 7,5 bilhões (Foto: Lucas Dantas)

Ex-comissionados e Saúde pressionam

Durante este ano, o prefeito ainda deve enfrentar pressão dos ex-funcionários comissionados que ainda não receberam as verbas rescisórias e problemas de pagamento para terceirizadas que administram órgãos da Saúde Pública.

Agora na oposição, o Partido dos Trabalhadores (PT) demonstrou, na sessão de quinta-feira, 6, da Câmara Municipal. que não irá facilitar a vida do prefeito que era oposição quando vereador.

SiteLock