notíciasDestaque Opinião

11 de Setembro de 2001: o que mudou dezesseis anos depois?

11/09/2017 9:40 AM / Editorial / Atualizado em 11/09/2017 9:41 am

Na manhã de 11 de setembro de 2001, quem assistia à TV se deparou com a imagem de uma torre em chamas do Word Trade Center (WTC), grandioso complexo comercial em Nova York (Estados Unidos). A princípio, acreditava-se ser um acidente. No entanto, exatos 16 minutos depois, outra aeronave colidiu – ao vivo – contra a segunda torre. Neste momento, ficou claro que a potência americana estava sob ataque. Hoje, isso completa 16 anos.

Quase 3 mil pessoas morreram depois do atentado terrorista reivindicado pela Al Qaeda. Ao todo, quatro aeronaves foram sequestradas pelo grupo terrorista. Além das que atingiram o WTC, o Pentágono (Washington) foi alvejado por um dos aviões e outro deles caiu na Pensilvânia. A ação terrorista foi feita para avançar sobre símbolos dos EUA em nome da jihad, guerra santa declarada a partir das convicções deturpadas de Osama Bin Laden.

Não se pode generalizar religiões e posturas ideológicas a partir do comportamento de radicais – tanto do lado islâmico quanto do lado ocidental. O atentado da Al Qaeda foi usado como subterfúgio pelo governo norte-americano para declarar a chamada “guerra contra o terror”, resultando na chegada de tropas dos Estados Unidos ao Afeganistão e também ao Iraque. Em ambos os países morreram, respectivamente, entre 2001 e 2014, 2.224 e 4.491 militares americanos – número superior às 3 mil mortes provocadas pela Al Qaeda no solo dos EUA.

Nada justifica que um ser humano tire a vida de outro, ainda mais quando isso ocorre de forma generalizada. O fato de terroristas terem derrubado as torres gêmeas em Nova York não justifica o fato de os EUA também matarem civis gratuitamente, e expor seus militares à morte, com o discurso nada convincente de que lutam pela vitória da democracia, se valendo também do terror. Ou não seria um símbolo de terror as 100 mil mortes decorrentes da Guerra do Afeganistão, declarada pelo Governo Bush após os atentados de 11 de Setembro?

SiteLock