notíciasCidade

22 empresas na disputa da iluminação

20/04/2017 9:39 AM / Eurico Cruz / Atualizado em 24/04/2017 10:40 am

A licitação pelo serviço de manutenção da iluminação pública, estimado em R$ 3 milhões, com duração de um ano, tem 22 empresas interessadas. Esta é a primeira grande licitação do governo Guti (PSB). Os envelopes com as propostas financeiras serão abertos após a fase de recursos e contestações.

“Hoje, através do nosso departamento de iluminação, nós estamos fazendo esta manutenção. É força interna nossa e pela nossa capacidade de trabalho a gente não consegue avançar muito, por exemplo, se apagam 70 postes por iluminação dia, a gente faz a manutenção em 80. A gente tem um passivo e praticamente vai enxugando gelo. A gente está fazendo uma licitação para manutenção e acredita que em dois ou três meses deve estar tudo pronto”, disse Guti.

No ano passado, a antiga gestão disse que havia um déficit de manutenção de 12 mil lâmpadas. Desde que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) determinou que este serviço deve ser prestado pelos municípios,  a Prefeitura tem encontrado dificuldades em realizar o serviço. Em 2016, foi necessário um contrato emergencial, de 180 dias, com a empresa RT Energia e Serviços, para atendes as demandas dos contribuintes.

Guti – “A gente tem um (grande) passivo e praticamente enxuga gelo” (Foto: Lucas Dantas)

Ampliação vai ficar por conta de PPP

A ideia do prefeito é que a atual licitação permita ao governo ganhar tempo para elaboração de uma Parceria Público Priva (PPP) com um serviço mais completo, que trataria também da ampliação do parque de luz.

“Quando a gente tiver essa empresa contratada a gente vai aumentar muito a manutenção, mas para a ampliação do parque e para que a gente coloque tecnologia, para que se tenha conceitos de ‘smart city’, a gente precisa de uma PPP e estamos analisando. Nós contratamos a Fipe para ajudar a moldar este processo”, concluiu Guti.

SiteLock