notíciasCidade

Área de escola contaminada deu espaço a parque público

17/07/2017 9:49 AM / Eurico Cruz / Atualizado em 18/07/2017 3:26 pm

Quem passa pelo Parque Cosme Velho, na Vila Flora, não imagina que no local já existiu uma escola municipal, que foi demolida após a confirmação de contaminação por substâncias químicas da empresa Umicore. Quando a reportagem esteve no local, em maio de 2016, a escola já estava abandonada e havia se tornado ponto de usuários de drogas e abrigo para moradores de rua.

Na época que a escola funcionava, crianças ficavam expostas aos componentes cancerígenos do vapor que invadia o piso inferior da escola. Havia relatos de professoras que sofreram dificuldade para engravidar e até abortos. Também foi levantada a hipótese de que a morte de um aluno de quatro anos  teria relação com o problema.

A implantação do parque, segundo a Secretaria de Educação, foi a medida de recuperação da área e de contenção da contaminação do solo, revestido por uma camada de 60 centímetros de terra. A obra foi realizada por meio de uma parceria da empresa Umicore com a Prefeitura. A companhia arcou com as obras e a Secretaria de Meio Ambiente fez o projeto, recomendado pela da Cetesb.

O Ministério Público Estadual move processo, sob sigilo, contra a Prefeitura, cobrando pagamento de tratamento às pessoas que tiveram sequelas por contaminação.

Lembrança – Caixa d´água da escola ainda ficou de pé após demolição (Foto: Lucas Dantas)

SiteLock