notíciasCidade

CCR pode assumir ações da Invepar no Aeroporto

17/11/2017 9:09 AM / Da Redação / Atualizado em 21/11/2017 9:25 am

O grupo CCR, comandado pelas empreiteiras Camargo e Corrêa e Andrade Gutierrez, está em negociações para assumir a Invepar, maior acionista (80%) da concessão do Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos, em Cumbica. As informações são do jornal Valor Econômico.

Atualmente, o Grupo Invepar é composto por 11 empresas concessionárias de serviços públicos nas áreas de rodovias, aeroportos e mobilidade urbana.

Com um prejuízo acumulado de R$ 239 milhões até setembro, conforme divulgado esta semana, a Invepar precisa de R$ 800 milhões para resolver seus problemas financeiros.

De acordo com o periódico econômico, a empresa se endividou ao vencer leilões recentes na expectativa de que faria uma oferta de ações para levantar R$ 3 bilhões e conseguir honrar os compromissos. Com a crise econômica e a OAS na mira das investigações da Lava Jato, o grupo se viu numa situação complicada.

Caso a CCR, atual administradora do trecho da Rodovia Presidente Dutra, que liga o Rio a São Paulo, assuma os 25% das ações da Invepar disponíveis para negociação, os fundos de pensão Previ (de funcionários do Banco do Brasil), Funcef (Caixa) e Petros (Petrobras), que hoje possuem 25% das ações da Invepar cada, passariam a ser sócios da CCR na consórcio do aeroporto.

Modelo – Aeroporto de Guarulhos tem o maior fluxo de passageiros do País (Foto: Lucas Dantas)

SiteLock