notíciasCidade

Cidade registra 1º bimestre de empregos em alta desde 2014

23/10/2017 9:22 AM / Raphael Pozzi / Atualizado em 24/10/2017 12:37 pm

Pela primeira vez desde 2014, a cidade de Guarulhos conseguiu dois meses seguidos de resultados positivos no saldo de empregos. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado na sexta-feira, 20, pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Dessa vez, em setembro, a cidade criou 704 postos de trabalho. Em agosto, foram 1.350 vagas. O cálculo é feito subtraindo-se as demissões das contratações. Se for negativo, significa que os nove setores estudados cortaram empregos no estoque. Desde os meses de outubro e novembro de 2014, quando o município teve 666 e 371 postos criados, respectivamente, não havia uma sequência positiva.

“Estamos começando a sair da crise”, disse a economista Nilza Siqueira, coordenadora e professora do curso de Gestão da Universidade UNG Bonsucesso. “A volta da geração de empregos significa uma melhoria no padrão de vida das pessoas e, com maior renda, há mais consumo e mais investimentos na produção”, explicou.

O ano de 2015, por exemplo, teve todos os 12 meses negativos. No ano passado, só novembro teve um número positivo: foram 114 empregos retomados no estoque.

Setembro representa o terceiro mês, até aqui, com um bom resultado. De janeiro ao nono mês do ano, no entanto, o saldo é negativo: 170 postos foram cortados. Esse é um efeito melhor do que em 2016, quando, no mesmo período, 9 mil empregos sumiram. Na Capital, foram criadas 732 vagas, enquanto no Estado, foram cortadas 251. O Brasil retomou 34,3 mil postos.

“Os números indicam que podemos nos animar para 2018. Entretanto, de forma devagar, pois tivemos uma queda muito grande. A recuperação está vindo, mas será mais lenta do que gostaríamos”, comentou o economista Vladimir Fernandes Maciel, coordenador do Centro de Liberdade Econômica do Mackenzie.

Melhora – Movimentação no Calçadão do Centro revela comércio em alta (Foto: Lucas Dantas)

SiteLock