notíciasCidade

Demitidos só serão pagos com base judicial, diz Guti

12/04/2017 10:05 AM / Eurico Cruz / Atualizado em 13/04/2017 11:00 am

O prefeito Guti (PSB) disse que só pagará os funcionários comissionados se houver um embasamento jurídico que garanta a legalidade dos direitos adquiridos pelos trabalhadores.

“Todos os órgãos consultados, que foram três, a gente tem o parecer negativo, então eu não posso ultrapassar a lei, senão eu vou responder lá na frente. Da mesma maneira que os cargos foram considerados ilegais, o pagamento, provavelmente, também vai ser considerado ilegal”, disse Guti.

Com a extinção de 1.941 cargos comissionados em janeiro, por conta de decisão judicial que considerou ilegais as funções de confiança criadas na gestão do prefeito Sebastião Almeida (PT), ficou um passivo de R$ 22 milhões que não foram pagos.

Os demitidos têm evitado entrar na Justiça por conta da morosidade dada aos processos. Ainda assim, a Folha Metropolitana divulgou terça-feira, 11, que três grávidas que entraram na Justiça tiveram os pedidos de pagamentos negados em liminares.

Tranquilo – Guti acredita que não há o que pagar para cargos ilegais (Foto: Lucas Dantas)

SiteLock