notíciasCidade

Guarulhos não deve aderir à greve geral do dia 5

30/11/2017 8:59 AM / Eurico Cruz / Atualizado em 01/12/2017 9:16 am

Sindicatos e entidades de Guarulhos não vão aderir à greve geral chamada pelas centrais sindicais, para terça-feira, 5, contra a Reforma da Previdência proposta pelo presidente Michel Temer (PMDB).

Na tarde de quarta-feira, 29, pouco mais de 40 pessoas compareceram à assembleia geral dos servidores públicos, realizada na sede do Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública Municipal (Stap) para votar a participação na greve.  A baixa adesão não animou o presidente do sindicato, Pedro Zanotti. “Já teve greve que definimos com 100 pessoas e mil aderiram depois”, disse.

Ainda na manhã de quarta uma reunião dos sindicatos que compõem a Força Sindical em Guarulhos confirmou que a central não deverá somar esforços ao movimento. Não participarão as categorias de metalúrgicos, químicos, têxteis, cargas, gráficos e vigilantes.

O Sincoverg (CUT), responsável por mobilizar paralisações no transporte, não respondeu aos questionamentos da reportagem. Um ato em frente à Previdência Social, na Vila Endres, foi marcado para as 8h do dia 5.

Sem força – Stap reuniu apenas 40 pessoas para discutir paralisação (Foto: Lucas Dantas)

SiteLock