notíciasCidade

Hospital tem superlotação e falta de material

11/01/2017 9:12 AM / Mari Cavalcante / Atualizado em 12/01/2017 8:52 am

O filho do auxiliar de escritório Pablo Aleksander Gigante, 43, está internado há quase uma semana no Hospital Pimentas Bonsucesso e aguarda uma cirurgia. O adolescente, de 16 anos, fraturou a clavícula durante uma partida de futebol. A previsão é que o procedimento aconteça nos próximos 25 dias, mas não há garantias da unidade de saúde.

Segundo o pai, a justificativa do hospital é que o procedimento não pode ser marcado porque há superlotação e falta de materiais como anestesia e morfina.

Há, inclusive, carência de copos onde os remédios são colocados e papel toalha. “O meu filho está sendo bem tratado pela equipe. O problema não são os profissionais, que trabalham por amor, mas a estrutura do hospital”, ressaltou Gigante.

A justificativa que Gigante recebeu do hospital sobre a falta materiais foi o não repasse de recursos da Prefeitura à Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), administradora da unidade de saúde.

Na sexta-feira, 6, a Folha Metropolitana denunciou a falta de prótese para realizar a cirurgia de uma paciente  internada desde o mês passado. Na ocasião, a Secretaria de Saúde disse que o desabastecimento de insumos é pontual e resolveria as pendências.

Precariedade – Hospital Pimentas Bonsucesso é o maior da região (Foto: Beto Martins)

SPDM confirma atraso no repasse

A Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) informou que o Hospital Pimentas Bonsucesso “tem sido fortemente prejudicada nos últimos meses com constantes atrasos nos repasses por parte da administração municipal”.

A gestora informou ainda que estão buscando solucionar o problema, sendo que “a entidade tem plena confiança que a nova gestão municipal irá regularizar a situação o mais breve possível”. Sobre o caso apontado pela reportagem, a SPDM disse que o filho do Pablo Aleksander Gigante não precisará passar por cirurgia  e teve alta terça-feira, 10. O adolescente será acompanhado ambulatoriamente.

A Prefeitura informou que  realizaria terça-feira, 10, o repasse  para que o abastecimento de insumos seja normalizado.

SiteLock