notíciasCidade

Médicos tiram férias e atendimentos caem

13/09/2017 9:31 AM / Raphael Pozzi / Atualizado em 14/09/2017 9:58 am

Apesar de estarem separadas por mais de sete quilômetros de distância, as unidades básicas de saúde (UBSs) Primavera e Seródio vivem praticamente o mesmo dilema. Dois médicos que atendem nos locais tiraram férias, não foram substituídos e a situação gerou reclamação de usuários.

Na UBS Primavera, Michel Max da Silva levou sua filha, de 15 anos, que está gestante, para um atendimento com uma médica que acompanhou toda a gravidez. Chegou lá e se surpreendeu ao ser informado que não haveria atendimento. “Eles querem que ela passe com outra médica, mas temos que esperar vaga na agenda. É uma situação complicada”, disse.

Com relação à unidade Seródio, a reclamação da usuária Ana Lúcia da Silva é que uma médica faltou todo o mês de agosto e, agora, tirou férias. “Eu tentei ser atendida, porque tenho colesterol alto, mas não consegui. Não teve reposição. É uma falta de respeito com o munícipe isso que está acontecendo”, falou, indignada.

A Secretaria de Saúde informou, em nota, que na UBS Primavera, “ao contrário do afirmado, a gestante está sendo acompanhada semanalmente”. Segundo a pasta, “não é verdade que as consultas são marcadas muito longe uma das outras”. Sobre o problema com a UBS Seródio, a Saúde disse que “a médica Thalyta vem apresentando dificuldades com horários” e que a gestão tomará providências para resolver a situação.

UBS Primavera é uma das afetadas (Foto: Beto Martins / Arquivo FM)

 

SiteLock