notíciasCidade

Odebrecht fez Caixa 2 de olho em PPP do Saae

18/04/2017 9:25 AM / Eurico Cruz / Atualizado em 19/04/2017 10:08 am

O ex-executivo da Odebrecht Ambiental, Guilherme Pamplona Paschoal, disse à Justiça que a empreiteira favoreceu o ex-prefeito Sebastião Almeida, que migrou do PT para o PDT, em R$ 1,250 milhão, na campanha de 2012 à Prefeitura de Guarulhos, para que ele desse continuidade ao processo de Parceria Público-Privada (PPP) de esgoto junto ao Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae).

Segundo Pamplona, o executivo e também delator Fernando Reis teria pedido a ele, em 2012, que levantasse cidades que necessitavam de tratamento de esgoto.

“Guarulhos é o principal município poluidor do Rio Tietê e possuía um TAC com o Ministério Público Ambiental de São Paulo de anos que o município teria para buscar solução para não jogar o esgoto (in) natura”, disse Pamplona. Reis teria afirmado que já teria ajudado Almeida em 2008. Ambos se reuniram com o ex-prefeito no Paço Municipal, no Bom Clima.

“O prefeito era favorável à ideia e aceitou a contribuição”, concluiu Pamplona. Segundo o delator, Almeida indicou o marqueteiro de campanha, Valdemir Garreta, da “Comunicação +”, para tratar do recebimento de valores, que foi feito em duas parcelas. A Odebrecht, porém, não participou da licitação da PPP, pois queria as contas de água do Saae fossem usadas como garantia em um eventual empréstimo para obras.

Delator – Guilherme Pamplona disse que contribuição foi de R$ 1,2 milhão (Foto: Reprodução / TV Globo)

Marqueteiro teria recebido os valores

Segundo Pamplona, o marqueteiro Garreta chegou a visitá-lo na sede da empresa, no edifício Eldorado (na Capital), para tratar do assunto. Almeida aparece na tabela com o apelido de “sumido”. Pelo que consta nas planilhas da empreiteira, ele recebeu R$ 1,750 milhão.

Na licitação da PPP, a OAS, também arrolada na Operação Lava Jato, foi a vencedora de um contrato de R$ 1,4 bilhão, suspenso pela atual administração. A reportagem desta Folha enviou uma série de questionamentos ao marqueteiro, mas não recebeu as respostas.

SiteLock