notíciasCidade

ONGs cobram repasses e manutenção de reajuste

10/11/2017 9:07 AM / Eurico Cruz / Atualizado em 13/11/2017 9:43 am

Organizações Não Governamentais (ONGs) conveniadas à Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social, para atendimento de crianças e idosos em situação de vulnerabilidade, aproveitaram a audiência pública de quinta-feira, 9, para contestar a redução dos repasses e solicitar mais recursos por meio de emendas de deputados e vereadores.

A pasta teve, neste ano, um orçamento de R$ 69,5 milhões, que deve ser reduzido para R$ 66,2 milhões para 2018. Com o resultado, a secretaria decidiu reduzir o pagamento para as instituições em até 30% no próximo ano e adiar o reajuste de 8% para 2019.

De acordo com Lucineia Rodrigues, da ONG Água Azul, esta ação torna inviável o atendimento realizado pelas ONGs, uma vez que o orçamento já é deficitário. “Com certeza se nós não tivermos este aumento em 2018, muitas das ONGs que estão na rede serão fechadas e muitas crianças deixaram de ser atendidas”, disse.

Consultado, o secretário da pasta, Alex Viterale, afirmou que iniciou conversas com o secretário da Fazenda, Peterson Ruan, para manter o orçamento de R$ 69 milhões para 2018 e ainda conceder para as ONGs o aumento prometido e assinado pela gestão anterior.

Pressão – Representantes de ONGs voltaram a encher galeria da Câmara (Foto: Lucas Dantas)

SiteLock