notíciasDestaque Opinião

Ponto de Vista – Novembro Azul: câncer de próstata

13/11/2017 9:09 AM / Jorge Tadeu Mudalen / Atualizado em 13/11/2017 9:09 am

Prezados amigos, recentemente li um magnífico artigo do Dr. Fernando Maluf, oncologista clínico, sobre o câncer de próstata, que segue abaixo.

“O desenvolvimento do câncer de próstata está relacionado, sobretudo, ao envelhecimento masculino. Embora a doença possa ser diagnosticada em homens jovens, inclusive com menos de 40 anos, o risco aumenta significativamente após os 50, correspondendo a 40% dos tumores nessa faixa etária. A idade média dos homens diagnosticados é de 69 anos.

Depois do câncer da pele, ele é o tumor maligno mais comum no sexo masculino, representando cerca de 10% de todos os cânceres diagnosticados no mundo. Felizmente, apesar da incidência crescente, observa-se um declínio das taxas de mortalidade, que diminuíram 40% nos últimos 15 anos nos países desenvolvidos. Essa redução se deve, principalmente, ao diagnóstico precoce e ao aperfeiçoamento das formas de tratamento.

Em geral, o câncer de próstata apresenta crescimento lento, podendo levar anos para causar um problema mais sério (…) Muitos pacientes não apresentam sintomas mesmo em fases mais avançadas. Em outros homens, os primeiros sintomas podem surgir durante o crescimento local, quando o tumor comprime a uretra ou impede o fluxo de urina, irritando a bexiga. Posteriormente, podem surgir os sintomas do câncer de próstata invadindo órgãos vizinhos, como a bexiga (sangue na urina) ou reto (sangue nas fezes/dor retal) e eventualmente os linfonodos da pelve (inchaço das pernas) e do abdômen (dor abdominal) (…) Nos casos mais avançados, a doença causa fraqueza, anemia e redução do apetite. Entretanto, esses sintomas não são exclusivos do câncer de próstata.

Há vários tratamentos para a doença. Em geral, eles são bastante efetivos, principalmente quando o câncer é diagnosticado precocemente. Os tratamentos são divididos em três: quando a doença é localizada, quando o PSA aumenta após o tratamento com intenção curativa (cirurgia ou radioterapia) e quando a doença envolve outros órgãos”.

Fiquem com Deus e Boa semana a todos.

Jorge Tadeu Mudalen

Deputado Federal (DEM/SP)

E-mail: dep.jorgetadeumudalen@camara.leg.br

Instagram: @deputadojorgetadeu

Facebook: DeputadoJorgeTadeu

SiteLock