notíciasDestaque Opinião

Ponto de Vista – Perigo pode estar do outro lado da linha

11/09/2017 9:45 AM / Sandra Tadeu / Atualizado em 11/09/2017 9:45 am

Se você não foi vítima de algum tipo de golpe aplicado por estelionatários, certamente conhece alguém que passou por isso. Essas ligações geralmente vêm de dentro dos presídios e atingem as pessoas no momento de fragilidade. São ligações de falsos sequestros envolvendo algum familiar, solicitações de dados de contas bancárias ou até mesmo cobrança de valores indevidos referentes a exames ou internações hospitalares. Até quem vive de olhos bem abertos pode cair nesses golpes.

Você deve estar se perguntando: “Como esses criminosos conseguem nossos dados pessoais?” Os golpistas se tornaram bastante “profissionais” e isso envolve, em alguns casos, outras pessoas, até mesmo funcionários de hospitais, bancos e estabelecimentos com acessos aos dados. Por mais empenho que as autoridades tenham em prender os estelionatários, não é tão fácil assim. Eles trocam de celular, usam contas falsas e assim vão migrando de identidade e fazendo novas vítimas!

Há algumas semanas, um programa de televisão mostrou golpes aplicados por presidiários em pessoas com parentes internados em UTIs. Um falso médico faz a ligação para alguém  próximo do paciente solicitando o pagamento de exames com urgência. Como se trata de doença, a pessoa não hesita, pois não quer o familiar correndo riscos. A reportagem mostrou que esses criminosos conseguem dados no próprio hospital diante do despreparo de funcionários que acabam revelando informações sigilosas.

Cansada de ver tanta gente sendo enganada por esses bandidos, protocolei na semana passada projeto de lei que trata justamente da exigência de fixar, em locais visíveis, na rede pública de Saúde, informações com relação à proibição de cobrança de todo e qualquer tipo de serviço em hospitais, clínicas, postos de saúde, unidades básicas de saúde, pronto-socorros, AME, AMA e Samu na cidade de São Paulo, deve constar um telefone, endereço eletrônico ou outro meio de comunicação para as denúncias mencionadas na lei. Fiquem de olho e denunciem. O meu trabalho pela melhoria dos serviços em nossa cidade é constante!

Sandra Tadeu

Vereadora (DEM) de São Paulo

E-mail: sandratadeu@camara.sp.gov.br

Facebook: vereadorasandratadeu

Instagram: @vereadorasandratadeu

Site: www.sandratadeu.com.br

SiteLock