notíciasCidade

Prefeito deve nomear no máximo 700 comissionados

19/04/2017 9:44 AM / Eurico Cruz / Atualizado em 20/04/2017 11:13 am

O prefeito Guti (PSB) disse que, por questões financeiras, irá nomear no máximo 60% dos 1.169 cargos comissionados instituídos em seu mandato, ou seja, cerca de 700 pessoas.

“Nós fizemos um estudo e vimos que para ter a cidade rápida, ágil, seriam necessários 1,2 mil funcionários e vimos que nós poderíamos ter avançado muito mais, em 100 dias, com essas pessoas. Mas a gente não pode ser irresponsável de nomear e chegar em setembro e não conseguir pagar ninguém. Por questões financeiras a gente optou por nomear apenas 50% ou 60%”, disse o prefeito.

De acordo com ele, os outros cargos só poderão ser nomeados com uma melhora nas finanças do governo. “Quando a situação financeira melhorar, provavelmente no ano que vem, a gente começa, de forma escalonada, a nomear essas pessoas para departamentos cruciais”, ressaltou.

Guti teve que exonerar 1.941 servidores de confiança por determinação judicial e reduziu o número a 1.169 em uma nova lei.

Cortes – Com menos nomeações, gastos podem cair em R$ 5 milhões/mês (Foto: Lucas Dantas)


SiteLock