notíciasDestaque Opinião

Pressão sob Trump pode levar a um “impeachment made in USA”

18/05/2017 10:00 AM / Editorial / Atualizado em 18/05/2017 10:00 am

O muro que vem sendo construído entre o presidente Donald Trump e parte importante da sociedade norte-americana pode fazer dele o quarto líder dos Estados Unidos a enfrentar um processo de impeachment. Fato é que, até hoje, muitos ainda não entenderam como o excêntrico bilionário e apresentador de reality show se tornou o inquilino da Casa Branca. No entanto, não seria leviano imaginar que, desde 20 de janeiro, quando tomou posse, muitos já esperam a oportunidade certa para enxotá-lo de lá.

Essa oportunidade chegou e Trump, em menos de quatro meses de administração da maior potência econômica e militar do planeta, já está em apuros. O pivô é a relação umbilical entre o presidente americano e Vladimir Putin, com direito a repasse de informações secretas ao líder russo. A trama poderia ser parte de um roteiro de ficção, como aqueles protagonizados pelo agente George Smiley nas obras de John Le Carré. No entanto, na vida real, é por demais séria, uma vez que configura tentativa de obstrução de justiça. E, nos Estados Unidos, isso faz presidente cair.

Por muito menos, Andrew Johnson se tornou o primeiro presidente americano a sofrer uma tentativa de impeachment, em 1868. Seu crime foi ter nascido no Sul, quando o país havia recém-saído da Guerra da Secessão, vencida pelo Norte. Johnson foi condenado na Câmara e absolvido pelo Senado. Esse também foi o desfecho para o caso de Bill Clinton. Já Richard Nixon, envolvido no escândalo Watergate, não aguentou a pressão e renunciou ao cargo antes de ser impedido.

E agora, o que fará Trump se a poeira não baixar e a pressão sobre ele e seu governo continuar a subir? Ele, que confessou que governar está sendo mais difícil do que pensava, pode descobrir que sempre é possível apertar um pouco mais o laço. Se não for hábil o bastante, este mesmo laço estará envolto ao seu pescoço. É uma dessas ironias da história. Trump, que quis patentear a frase “Você está demitido”, consagrada no reality show “O Aprendiz”, poderá ele próprio ser demitido por uma parte poderosa da sociedade norte-americana, que vive uma histeria anti-Rússia.

SiteLock