notíciasMundo

Terremoto na Itália mata ao menos 159

25/08/2016 11:02 AM / Da Redação / Atualizado em 25/08/2016 11:02 am

Um severo tremor de terra, ocorrido na madrugada de quarta-feira, 24, e cujo epicentro de 6,2 graus na Escala Richter foi a 2 quilômetros de Accumoli, cidade a apenas 60 km de Áquila, capital da província homônima, no centro da Itália, deixa ao menos 159 mortos confirmados. O primeiro tremor ocorreu às 3h36 (horário local), na província de Rieti; o segundo, às 3h56 e, em seguida, mais de 100. Cidades inteiras foram destruídas e há centenas de feridos (cerca de 300) e muitos desaparecidos.

“Aqui não tem mais nada. Só escombros. É verdadeiramente impressionante, parece um bombardeio”, declarou a presidente da Câmara dos Deputados da Itália, Laura Boldrini, ao visitar Pescara Del Tronto, distrito de Arquata Del Tronto, uma das cidades mais atingidas pelo terremoto. Boldrini é natural da região de Marcas, onde fica o município.  “Agora é preciso pensar em quem está debaixo (dos escombros)”, acrescentou.

O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, afirmou na tarde de quarta-feira, 24, que o número de mortos já chegara a 120 (à noite foi atualizado).

Várias pequenas cidades foram devastadas na montanhosa região e muitas pessoas estão presas entre os escombros. Equipes de resgate e moradores têm agido para libertar sobreviventes, buscar e socorrer as vítimas.

Soldados e equipes de emergência ajudam a resgatar pessoas e a tratar os feridos nas cidades mais atingidas, Amatrice, Pescara del Tronto e Accumoli. “O centro de Amatrice está completamente destruído”, disse o presidente da região de Lazio, Nicola Ningaretti.

* Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil

SiteLock