notíciasCidade

Teste vocacional ajuda, mas não é palavra final

14/09/2017 9:55 AM / Eurico Cruz / Atualizado em 14/09/2017 9:55 am

Os velhos e famosos testes vocacionais sempre levantaram dúvidas sobre sua eficiência na escolha profissional dos estudantes. Muitas vezes o resultado não é exatamente o que o aluno sonha em atingir, mas, segundo  a psicóloga e executiva de Recursos Humanos Beatriz Nóbrega, o questionário pode até ajudar na decisão, mas não dever ser levado como a “palavra final”.

A psicóloga explicou que embora estes testes sejam importantes para ajudar ao futuro universitário a ter mais clareza sobre seu estilo e sobre suas preferências profissionais, muitos não contam com validação científica e também não foram aplicados a um elevado número de pessoas. “Os testes mais confiáveis são aqueles que são aprovados pelo Conselho de Psicologia, como a escala de autoeficácia para escolha profissional”, ressaltou

Para Beatriz, antes de escolher a profissão, o estudante precisa questionar a si mesmo sobre suas preferências de ambiente, tipo de serviço, estilo, e responder perguntas como: a carreira escolhida dá significado à minha vida? Me faz me sentir mais completo? Dá oportunidade constante de aprendizado e crescimento? Traz ou trará realização profissional e pessoal?

SiteLock