notíciasCidade

Vôlei de Guarulhos vai viajar para grande desafio

09/08/2017 10:03 AM / Raphael Pozzi / Atualizado em 10/08/2017 10:21 am

Após ficar com o vice-campeonato da Copa São Paulo, primeiro torneio oficial disputado pela equipe, o Corinthians/Guarulhos viaja na quinta-feira, 10, para o Rio de Janeiro para iniciar um dos maiores desafios da temporada: o título na Taça Ouro vale vaga na Superliga, principal competição de vôlei do País.

A palavra que mais passa pela cabeça do técnico Alexandre Stanzioni é vencer. “Nós vamos até lá para conquistar efetivamente a nossa vaga. Nossa temporada depende desse torneio”, disse, em entrevista exclusiva à Folha Metropolitana.

Segundo o treinador, o ritmo de jogo do time ainda não é o ideal, mas isso virá com o tempo. Na Copa São Paulo, a equipe perdeu o título para o Sesi, por três sets a zero (25 a 23, 25 a 14 e 25 a 15).

“Agora são jogos decisivos, não podemos vacilar. A expectativa é muito alta”, disse. Além do Corinthians, participam da Taça Ouro o Caramuru, Rádio Clube e Botafogo. Quem obtiver melhor índice técnico conquista a competição e tem participação assegurada na Superliga.

Se não vencer, o Corinthians/Guarulhos vai disputar a Superliga B. Não será um problema, no entanto, para Stanzioni, vice-campeão do maior torneio brasileiro de vôlei em 2016. “É uma bagagem, uma experiência. Temos os ‘medalhões’ [Serginho e Sidão, por exemplo], que são muito agregadores também. Os torneios que vamos disputar são muito duros, cansativos, e eles já sabem o que fazer. São grandes peças para o time”, afirmou.

Experiência – Alexandre Stanzioni aposta na força e união da equipe (Foto: Lucas Dantas)

Experiência – Alexandre Stanzioni aposta na força e união da equipe (Foto: Lucas Dantas)

Veja os confrontos pela Taça Ouro

O Corinthians/Guarulhos estreia contra o Caramuru na sexta-feira, 11, às 18h. Um dia depois, no mesmo horário, enfrenta o Rádio Clube.

Já no domingo fecha a sua participação, às 20h, contra o Botafogo. Todos os jogos acontecem no Ginásio Oscar Zelaya, no Rio de Janeiro.

Estádio Arnaldo José Celeste estava tomado por jovens praticando esporte (Foto: Lucas Dantas)

Na semana passada, ginásio ficou lotado por espectadores (Foto: Lucas Dantas)

Trabalho da equipe já dá resultados

No ano passado, o ginásio do Estádio Municipal Arnaldo José Celeste, mais conhecido como Ponte Grande, estava “às traças”. A iluminação, tanto interna, quanto externa, era precária. Vazamentos eram constantes. Agora, a  situação é totalmente diferente: jovens praticando esporte, luzes funcionando e um clima muito alto astral.

De acordo com Stanzioni, esse é o principal objetivo do Corinthians/Guarulhos. “Ganhar ou perder faz parte do jogo”, explicou. “O esporte é uma das maiores plataformas de inclusão social. Um dia estarei em casa, já quase indo pro asilo, e terá gente dando seguimento ao que iniciamos aqui hoje. É muito gratificante pensar isso”, concluiu.

SiteLock