notíciasCidade

Esquina no Jardim Maia vira ponto de descarte de lixo

19/05/2017 8:45 AM / Raphael Pozzi / Atualizado em 22/05/2017 9:37 am

Há quase três anos a esquina das ruas Alexandre de Oliveira Calmom com a Professora Brasília Castanho de Oliveira, no Jardim Maia (Região Centro), tem servido, indevidamente, de lixão clandestino, com descarte de dejetos e entulho no local.

Até sofá foi abandonado por lá. Cacos de vidro, restos de telhas quebradas, uma televisão antiga, restos de uma privada, madeiras, galhos e almofadas velhas preenchem o cenário.

“Eu já vi algumas vezes um senhor com um carrinho de mão descartando aqui à luz do dia”, afirmou um senhor, que pediu para não ser identificado. “É um descaso total, logo a rua estará fechada porque o lixo vai invadi-la”, disse outro. Eles temem sofrer represálias porque a região, segundo eles, é perigosa.

O problema não é recente. Em 2013 esta Folha Metropolitana mostrou que os moradores já reclamavam do descarte irregular. A Proguaru informou, à época, que tinha programado a remoção do material para a semana seguinte. A reportagem questionou a Prefeitura, mas dessa vez não houve resposta até o fechamento desta edição.

Há queixas de que os casos são recorrentes (Foto: Lucas Dantas)

SiteLock