Connect with us

São Paulo conclui ativação de Fan Token com ação com torcedora

Economia

São Paulo conclui ativação de Fan Token com ação com torcedora

Depois de iniciar a primeira produção de Fan Tokens para o São Paulo, ainda em 2021, a desenvolvedora de criptos utilitárias, Socios.com, concluiu a primeira ativação no seu vínculo de patrocínio com o Tricolor Paulista.

Seguindo os moldes dos tokens da Socios, a ativação se baseou na forma de trazer mais “intimidade” e “protagonismo” ao torcedor dentro de seu time do coração, e é o que foi feito ao lado de uma torcedora são paulina.

Jhulian Cristine, de 21 anos, foi escolhida dentre detentores da moeda do São Paulo, $SPFC, para ser a responsável por criar uma bandeirinha personalizada, que estará nos quatro cantos do estádio do Morumbi na próxima partida do clube no Campeonato Brasileiro, que acontece neste sábado (6), às 20h30 da noite, diante do Flamengo.

A ativação se iniciou a algumas semanas quando a empresa de cripto ativos pediu aos torcedores do clube que tivessem em sua carteira o token do São Paulo, que enviassem sugestões de novos designs para as bandeirinhas de escanteio.

De acordo com a Socios, ao todo, foram recebidos mais de 200 modelos diferentes, que definidos por uma “comissão julgadora”, colocou 3 moldes de 3 participantes para estarem em uma decisão final.

Decisão final essa aconteceu quando as três bandeirinhas foram colocadas para votação aberta no aplicativo oficial da Socios.com, que rendeu o resultado para Jhulian.

Além de ver sua “arte” em um jogo de extrema importância para o time e diante de uma multidão de torcedores, a dona do desenho ainda terá a oportunidade de estar presente em um dos camarotes do Morumbi. E logo após o término da partida, ainda poderá levar o objeto para casa como forma de recordação, e porque não em caso de vitória, como um troféu de pé quente.

Participação do São Paulo na Web3

Essa não é a primeira vez que o São Paulo se introduz em uma ativação na web3 ou atitude que envolva ativos digitais.

Além dos Fan Tokens, o clube é patrocinado pela Bitso, marketplace de compra e venda de Criptomoedas dos mais respeitados do mercado.

Essa parceria inclusive é a que mais rende ativações junto ao Tricolor, que desde o início já cedeu ao Tricolor o privilégio de vender ingressos por cripto e também contar com um camarote exclusivo temático da Bitso em seu estádio.

No entanto, o maior movimento do São Paulo quanto aos ativos foi a contratação de Giuliano Galoppo, meia argentino que chegou do Banfield e teve sua transferência concluída com o apoio da Bitso e paga em Criptomoedas.

A transação que também se tornou a mais cara da história do São Paulo, custou mais de 33 milhões de reais aos cofres do clube, que fez esse movimento em parceria com o Banfield tentando driblar a desvalorização que passa os pesos argentinos, que era o que vinha travando o negócio que já há semanas estava em conversas.

A expectativa é de que até o fim do vínculo com a Bitso, que vai até o fim de 2023, o São Paulo monte ainda mais ações com a empresa. Inclusive, existe um “burburinho” da imprensa quanto a compra de naming rigths do Morumbi por parte da exchange, ao melhor estilo Crypto.com com o Staple Center, dos Lakers, que agora joga no ginásio ”Crypto.com Arena’.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

To Top