Connect with us

Sports Metaverse lança sua primeira venda de terrenos virtuais

Sports Metaverse

Economia

Sports Metaverse lança sua primeira venda de terrenos virtuais

O Sports Metaverse anunciou sua primeira venda pública de terrenos virtuais. As vendas começaram hoje (dia 14), indo até sexta (dia 15), e estão disponíveis no site oficial. Para comprar uma propriedade, você precisa de uma carteira virtual MetaMask. O pagamento deve ser feito em ETH, a moeda oficial da rede Ethereum. No momento desta publicação, ela estava avaliada em $1,183.11, o equivalente a mais de R$6 mil. 

O que é o Sports Metaverse?

No metaverso da SportsIcon, o usuário pode coletar NFTs, interagir com atletas famosos e visitar estágios. É o primeiro mundo virtual 100% dedicado a esportes.

Nesta primeira fase, os compradores podem interagir com outros usuários no terreno que comprarem, transmitir eventos esportivos, participar de jogos online e até alugar o espaço. 

Mas o Sports Metaverse ainda tem planos mais ambiciosos. A longo termo, eles planejam criar espaços sociais com grandes telas, além de chamar atletas para criar experiências imersivas em 3D, aproximando os fãs.

“Nós reunimos os melhores construtores de metaverso, as marcas de web3 mais inovadoras e alguns dos maiores nomes do esporte de todos os tempos. O Sports Metaverse é a nova fronteira – o futuro dos esportes é de bilhões de fãs, instantaneamente conectados uns aos outros, seus ícones do esporte e marcas no metaverso. A venda de terrenos do Sports Metaverse é a primeira página do primeiro capítulo desta jornada.”  Chris Worsey, CEO e cofundador da SportsIcon.

Parceiros da Sports Metaverse já começaram a investir em propriedades no metaverso. Entre os nomes estão a lutadora campeã da UFC, a brasileira Amanda Nunes, os craques de futebol da Premier League, Shaun Wright Philips e Jordan Stewart.

Aliás, Amanda Nunes já tem uma academia no Sports Metaverse, onde os usuários podem acompanhar sua rotina de treinos. Romelu Lukaku, jogador do Chelsea, também traz a proposta de um treinamento para o usuário. 

Para incrementar seu mercado imobiliário digital, o metaverso fez uma parceria com a LandWorks, um marketplace de aluguel desses terrenos digitais. Essa tecnologia avalia os preços dos terrenos, permitindo que inquilinos dêem lances neles, e já vem sendo usada pelo metaverso na Ethereum, o Decentraland. 

Zhivko Todorov, o cofundador da EnterDao, empresa que desenvolveu essa tecnologia, defende que estas propriedades virtuais do metaverso têm um grande potencial no mercado esportivo, porém elas precisam ser negociáveis. É aí que entra a tecnologia da EntreDao. “Nosso software usa tecnologia NFT e contratos inteligentes para expandir os padrões existente de tokens Ethereum e permitir aluguel de terrenos para projetos que não usam esses padrões, sem a necessidade de fazer um upgrade ou migrar (de rede)”, explicou Todorov, conforme publicado pela Globe News Wire. 

O mercado imobiliário dentro dos metaversos

O metaverso e as tecnologias da Web3 oferecem possibilidades únicas para serviços, eventos e benefícios. É possível promover grandes eventos virtuais e campanhas publicitárias nestes ambientes virtuais. A Adidas adquiriu um espaço no metaverso The Sandbox para criar um espaço exclusivo da marca, o AdiVerse. 

A empresa de consultoria e tecnologia Gartner fez uma previsão de que até 2026, 25% das pessoas vão passar pelo menos uma hora no metaverso. 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

To Top