Connect with us

Criador da NBA Top Shot comenta crise dos NFTs e das criptomoedas

Economia

Criador da NBA Top Shot comenta crise dos NFTs e das criptomoedas

Roham Gharegozlou, o criador da NBA Top Shot comentou a crise dos NFTs e das criptomoedas, além de responder às críticas de Bill Gates aos empreendimentos da Web3. Roham participou da noite de abertura do Collision, evento de tecnologia em Toronto, no Canadá.

A respeito da atual crise no mercado, Roham destacou que em 2017, pouco depois da criação da empresa Dapper Labs, eles passaram por um período de pessimismo e desvalorização no mercado. Ainda que os consumidores estejam passando por um momento difícil, ele defende que a área das criptomoedas e dos NFTs continua com um grande potencial. “Jogos, entretenimento, qualquer coisa que acrescente valor real a pessoas reais, é, na minha opinião, completamente a prova de recessões, afirmou Roham.

O que é a NBA Top Shot

A NBA Top Shot é um empreendimento conjunto da National Baseball Association com a Dapper Labs. A plataforma é um mercado de tokens não fungíveis, onde fãs negociam momentos de destaque da NBA. Os entusiastas do basquete deixaram de poder colecionar itens apenas do mundo físico e entraram no mundo digital. 

No palco do Collision, Roham comentou que, em uma conversa com um colecionador, ele percebeu o que é o mais importante para muitos clientes. Não a criptomoeda ou os NFTs em si, mas o sentimento de ser um fã da NBA em uma comunidade. Mesmo com as dificuldades econômicas do momento, “a essência disso é essa experiência compartilhada, essa experiência social e isso não vai embora, e na verdade se torna ainda mais importante em um ambiente de negatividade”, explicou o empresário. 

Para Roham Gharegozlou, o que está ocorrendo com o mercado da Web3 é um momento de transição comum para todas as novas tecnologias: “está mudando muito do ponto de um hype ou de uma promessa para um momento em que você precisa cumprir estas promessas e precisa oferecer utilidade, um valor real para pessoas reais.” 

Ele definiu este mercado como uma “criança”, já que ainda é raro que pessoas fora da área da tecnologia procurem investir ou negociar os NFTs. Porém, assim como ocorreu com sites ou e mails, Roham acredita que a tendência é que as pessoas assimilem essa tecnologia e passem a se preocupar mais com as possibilidades de produtos a serem construídos com o auxílio dela. 

Respondendo as críticas de Bill Gates

O mercado das criptomoedas e dos NFTs ganhou muitos adeptos nos últimos anos, mas uma porção de críticos vieram junto. Entre eles, está o fundador da Microsoft, Bill Gates. Em uma conferência do TechCrunch no dia 14 de junho, Gates comentou que estes mercados se baseavam na teoria do “mais tolo”, em que investidores compram ativos supervalorizados contando que alguém será “mais tolo” para comprá-los por um valor ainda maior posteriormente. 

Roham respondeu às críticas, afirmando que mesmo pessoas como Gates, que fizeram parte de transformações digitais importantes no passado, podem perder futuras transformações. Para o empresário, isso pode ocorrer por causa de suas visões de mundo ou por não terem acessado informações com profundidade. O próprio Bill Gates perdeu a onda dos celulares, perdeu a onda das mídias sociais”, comentou o CEO. 

O empresário ainda completou: “com todo o respeito, eu não me preocupo muito com pessoas que não vêem o futuro. Eu passo muito tempo com pessoas que vêem o futuro – porque estas são as pessoas que vão construir o futuro.”

A participação de Roham Gharegozlou na noite de abertura do evento pode ser vista no canal do Youtube do Collision. 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

To Top